< Voltar

O poder das cores

Entenda o impacto de cada cor no seu bem-estar e amplie a presença em sua vida daquelas que trazem sensações positivas

 

As cores estão por todos os lados. Assim como a forma e a textura, elas nos ajudam a interpretar as coisas que vemos e, muitas vezes sem que percebamos, também influenciam nossos pensamentos e emoções, nossa saúde e bem-estar. Estudos indicam que os seres humanos são extremamente impactados pelas cores que os cercam, já que elas estimulam glândulas produtoras de hormônios, que afetam diversos processos psicológicos.

Uma das maiores fontes de energia para o corpo humano é a luz solar, da qual deriva todo o espectro de cores que nosso olho é capaz de enxergar. Cada uma das cores desse espectro (vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta) tem sua própria frequência e traz consigo um tipo diferente de energia.

 

 

Entendendo como as cores nos afetam, podemos reforçar a presença daquelas que mais nos favorecem e aproveitar todos os seus efeitos positivos. Nesse sentido, a cromaterapia é uma técnica utilizada há centenas de anos, que usa o poder das cores e de suas vibrações para tratar males físicos, emocionais e psicológicos. Estar em um ambiente de determinada cor, meditar com uma cor específica em mente ou mesmo acrescentar certas cores na iluminação ou na decoração de sua casa pode ter resultados melhores do que você imagina.

Um dos fatores determinantes para o bem-estar que uma cor proporciona tem a ver a com os gostos individuais. Cada um de nós tem sua paleta de cores preferida e, consequentemente, buscará aplicar esses tons na decoração de sua casa. No entanto, aprendendo sobre o impacto inconsciente que as cores nos provocam, podemos potencializar seus benefícios e aumentar a sensação de satisfação e felicidade nos ambientes onde passamos a maior parte do nosso tempo.

O laranja é uma cor que tende a elevar os níveis de energia, ajudando a melhorar a autoconfiança, a motivação, a produtividade e a criatividade. É um tom que estimula a mente e tem efeitos antidepressivos.

Já o amarelo é ótimo para transmitir uma sensação de poder e positividade. É uma cor que nos deixa mais felizes, além de ampliar a autoconfiança e motivar as pessoas a agirem de forma mais otimista.

 

 

O roxo, por sua vez, traz uma sensação de poder, força espiritual e serenidade mental. Além de aumentar o relaxamento, a cor também atua para deixar mais aberto seu lado criativo.

Outra cor que ajuda a acalmar é o rosa, pois normalmente transmite um sentimento de aconchego e calor. Ele reduz as sensações de irritação e raiva, dando uma impressão de ambiente protegido.

A maioria das pessoas adora a cor azul, mesmo sem saber o porquê. Na verdade, ela provoca efeitos extremamente positivos e energizantes em nossas ondas cerebrais, aumentando o bem-estar físico. O azul é associado à inteligência, confiança e tranquilidade.

 

 

A cor turquesa, assim como o azul, transmite calma e confiança. Ela melhora a comunicação, aumenta a sensibilidade e a criatividade. É uma cor que eleva o bom-humor, que traz frescor e vitalidade.

O vermelho é naturalmente associado à paixão. É uma cor forte e estimulante, que passa dinamismo. Também é muito poderosa para combater pensamentos negativos, porque está ligada à energia vital e à ambição.

Muito relacionado com a natureza, o verde é uma cor restaurativa, que ajuda a manter o equilíbrio, trazendo uma sensação de segurança e de harmonia. Ele diminui os níveis de ansiedade e de estresse no corpo e pode ter efeitos muitos positivos para o sistema cardiovascular.

 

Criando o ambiente ideal

Um dos segredos para criar ambientes agradáveis e que transmitam uma excelente energia por meio das cores é não ter medo de ousar. Detalhes em tons vibrantes, principalmente nos ambientes que são essencialmente neutros, tornam a decoração muito mais interessante e dinâmica.

  • Pense nas “famílias” de cores.

A primeira dica é observar se, na paleta de cores escolhidas, elas combinam entre si. Cores semelhantes se complementam e ampliam o efeito desejado – por exemplo, na família do laranja há o salmão, o ocre, o amarelo indiano, o vermelho camarão, o cobre… A mesma regra de harmonização vale para grupos de cores, sejam elas quentes (como vermelho, laranja, amarelo) ou frias (verde, azul, roxo). A paleta escolhida definirá a cor principal do ambiente, para então inserir elementos que “quebrem” um pouco o espectro de cores dominantes.

 

 

  • Brinque com as proporções.

Uma forma interessante de acrescentar cores a um ambiente, sem torná-lo “poluído”, é dosar as quantidades. Ao invés de colocar a cor desejada em destaque, ela pode ser usada de maneira mais sutil, como um tom de fundo no ambiente, mesclando-se ao espaço em objetos como lâmpadas, poltronas, almofadas, cortinas, tapetes, vasos ou quadros.

  • Azul e branco sempre funcionam.

Há certos “combos” que são praticamente uma receita para o sucesso. Um exemplo disso são as cores azul e branco, que vão muito bem juntas – tanto na moda quanto na decoração. É uma combinação clássica e um pouco mais delicada do que o preto e branco (que também funciona muito bem), pois remete às cores do céu e das nuvens. O resultado dessa mistura é, ao mesmo tempo, sofisticado e casual. Vale lembrar que os tons mais claros, principalmente nos móveis, tendem a dar frescor e aumentar a sensação de iluminação de um espaço.

 

 

ARTIGOS
RELACIONADOS

Um resumo do que aconteceu no maior evento de design e decoração, que trouxe destaques incríveis em suas diversas criações   O Salão do Móvel de Milão é um evento referência do setor mobiliário, de design e de decoração. A feira, que teve seu início em 1961, ocorreu neste ano…

Conversamos com o manager da Steinway na América do Sul sobre o valor do piano na composição de um ambiente e os cuidados que ele requer   Mais do que um instrumento musical, o piano pode ser considerado uma verdadeira obra de arte. Com suas origens na Itália renascentista, ele…

Conheça algumas das casas que elevam o conceito de smart homes a um patamar quase futurístico   Não há limites para o quanto uma casa pode ser “inteligente” além das tecnologias disponíveis para torná-la cada vez mais prática, confortável e eficiente para seus moradores. O conceito de smart home já…

Como elemento funcional ou decorativo, o tijolinho é uma tendência que está sempre em alta na arquitetura   O tijolo é um material que não parece sair de voga nunca. Na arquitetura contemporânea, tem lugar cativo em projetos que buscam personalidade, com um aconchego rústico, mas ao mesmo tempo sofisticado….

Com mais de 20 anos de experiência no mercado, arquiteta conta quais são as tendências em acabamentos em entrevista para a Esquema Imóveis   Simone Mantovani criou seu próprio escritório de arquitetura e design de interiores em 2001, com o intuito de integrar suas experiências profissionais nos setores comercial, residencial…

Conheça alguns dos mais reconhecidos paisagistas atuando no país, capazes de transformar o trabalho com plantas em verdadeiras obras de arte   Trabalhar a paisagem de modo a atrair olhares, despertar sensações e destacar a arquitetura — essa é função do paisagista. Mais do que criar belos jardins para a…

Jardins verticais, que já se tornaram uma tendência em apartamentos e casas, são bonitos e ocupam pouco espaço   É difícil encontrar alguém que não goste de plantas. Um bom paisagismo ajuda a tornar os ambientes (sejam eles internos ou externos) muito mais agradáveis, aproximando as pessoas da natureza. Nas…

Projetos de restauração como o Cidade Matarazzo ajudam a manter viva a nossa história, cultura e arquitetura   Instalado na região da Avenida Paulista, no início do século passado, o complexo do Hospital Umberto I (mais conhecido como Hospital Matarazzo) poderia ser mais um patrimônio histórico de São Paulo destinado…