< Voltar

Iluminação interna como decoração

Entenda a importância de um projeto de iluminação para acrescentar estilo e personalidade ao design de interiores

 

Um projeto de design de interiores que não considera a iluminação como elemento a ser explorado deixa de aproveitar uma das peças-chave na decoração de uma casa ou apartamento. Luzes bem escolhidas e bem posicionadas são capazes de dar uma nova dimensão ao espaço, acrescentando vida e personalidade.

Uma boa iluminação ajuda a criar profundidade e pode transmitir uma sensação de maior amplitude, além de tornar os ambientes mais aconchegantes e direcionar o olhar para determinadas áreas – enfatizando obras de arte, por exemplo, ou destacando itens de uma estante ou prateleira. Tudo depende do equilíbrio entre luz e sombras, já que a disposição das luzes pode tanto tornar o espaço mais acolhedor quanto mais dramático.

 

 

A solução para cada ambiente precisa ser pensada de acordo com o uso daquele espaço e a atmosfera desejada. Para criar a iluminação, podem ser usadas luzes embutidas, abajures ou luminárias, lustres, fitas de LED, spotlights, ou mesmo lâmpadas integradas à arquitetura.

 

 

A estratégia do design está em combinar da melhor forma os pontos de luz e os móveis/objetos. O projeto de iluminação também deve levar em conta a entrada de luz natural nos ambientes, preenchendo com lâmpadas artificiais os espaços que não sejam contemplados por essa luz e criando um ambiente agradável em qualquer horário do dia.

 

 

As luzes artificiais são capazes de criar estímulos visuais, já que o olho humano é atraído para o ponto mais brilhante em um ambiente, então sua função principal é acentuar características específicas daquele espaço. Em uma cozinha, o aspecto em evidência pode ser uma ilha ou mesa central. Mas também é necessário iluminar os cantos do cômodo, para ampliar a perspectiva, adicionando pontos sutis de luz em armários, ou superfícies que reflitam a claridade (como metais ou espelhos). Em geral, lâmpadas mais difusas e amareladas criam uma atmosfera de aconchego.

 

 

Quando se trata de chamar a atenção para determinados elementos da decoração, é preciso observar o contexto como um todo. Ao direcionar um facho de luz para uma mesa com flores, por exemplo, deve-se considerar também como será feita a iluminação geral do ambiente – embutida no teto, em um grande lustre, distribuída em pequenos spots, etc. Uma lâmpada ideal para leitura é diferente de outra que será utilizada para cozinhar, assim como a iluminação da mesa de jantar precisa ser mais elaborada que a do banheiro.

 

 

Um projeto de iluminação eficiente e funcional geralmente é um mix entre luzes decorativas e luzes ambientes. A ideia é sempre observar o espaço disponível e criar camadas de luz para obter um equilíbrio, mas com uma pitada de ousadia. O charme fica por conta dos pequenos detalhes: uma fita de LED sobre a pia, na cozinha, ou embaixo das banquetas de uma mesa, por exemplo, pode fazer uma enorme diferença.

Algumas possibilidades a considerar, na hora de escolher o estilo da iluminação interna de sua casa ou apartamento:

  • Iluminação clássica e art déco – estilos que permeiam as décadas de 1920 a 1970, com designs únicos e elaborados;
  • Iluminação industrial e retrô – estilos muito atrativos e utilizados em imóveis retrofitados, em geral são acompanhados por estruturas metálicas, tubulações aparentes e cores vivas;
  • Iluminação contemporânea – estilo mais clean, com luzes suaves, linhas geométricas e cores neutras, que preza pelo minimalismo e modernidade.
  • Iluminação em LED – esse tipo de luz é mais sustentável e ecológico, já que gasta 50% a 80% menos energia do que lâmpadas tradicionais, além de possibilitar o ajuste de diversos espectros de cor.

 

 

ARTIGOS
RELACIONADOS

Um resumo do que aconteceu no maior evento de design e decoração, que trouxe destaques incríveis em suas diversas criações   O Salão do Móvel de Milão é um evento referência do setor mobiliário, de design e de decoração. A feira, que teve seu início em 1961, ocorreu neste ano…

A Esquema Imóveis busca constantemente inspirações e tendências para seus clientes. Por esse motivo, selecionamos as principais tendências na decoração e design de interiores para o próximo ano, falando sobre como essas opções podem ser adequadamente incorporadas, independentemente do projeto decorativo das casas ou apartamentos.   1. As cores interiores…

Como preparar a sua casa para os dias frios   As estações do ano designam quatro períodos com características distintas, cada qual com seus padrões ou variações climáticas. Junto a essas mudanças, vem também uma série de comportamentos e predileções específicas das pessoas que correspondem a essas diferentes estações. Com…

Entenda o impacto de cada cor no seu bem-estar e amplie a presença em sua vida daquelas que trazem sensações positivas   As cores estão por todos os lados. Assim como a forma e a textura, elas nos ajudam a interpretar as coisas que vemos e, muitas vezes sem que…

Conversamos com Luiz Alexandre Souza Ventura, do Blog Vencer Limites, sobre a importância de uma arquitetura acessível   A diversidade e a inclusão têm se tornado temas cada vez mais recorrentes. Por isso, refletir sobre a acessibilidade na arquitetura e no urbanismo não é apenas uma exigência das legislações, para…

Transforme a área externa de sua casa com estruturas cobertas, mas integradas à natureza, criando espaços de convivência, lazer e relaxamento   Se a ideia é dar um novo aspecto e revitalizar a área externa de sua casa, poucos elementos decorativos são tão interessantes e versáteis como um gazebo. Além…

Entenda como a neurociência pode influenciar projetos arquitetônicos, explorando nossa atração por texturas, curvas e simetria nos espaços   Projetos que levam em consideração a influência exercida pelos ambientes sobre as emoções e os comportamentos humanos, para impactar de forma profunda a experiência dos usuários em determinados ambientes, já são…

Minimalismo, integração, funcionalidade e conforto são algumas das características de projetos arquitetônicos inspirados nessa região europeia   São poucos os povos que incorporam em seus projetos arquitetônicos, de forma tão natural, características como minimalismo, modernismo e funcionalidade, quanto os escandinavos. Acostumados, durante séculos, a lidar com os mais diversos conflitos,…