< Voltar

Tecnologia dentro de casa

Novidades na automação mostram que o futuro é agora

 

Casas que parecem saídas de filmes de ficção científica estão mais perto da nossa realidade do que imaginamos. Recentemente, o Facebook divulgou diversas novidades que podem revolucionar os sistemas de automação residencial. Essas novas tecnologias foram alguns dos temas abordados no F8, uma conferência para desenvolvedores com o objetivo de estabelecer um diálogo entre os avanços tecnológicos e as conexões humanas.

Um dos produtos futuristas lançados pela multinacional de Mark Zuckerberg – que é dono também do Instagram, WhatsApp, Messenger e Oculus VR – é um sistema de conexão chamado Portal. Por meio dele, utilizando recursos visuais e habilidades da Alexa (a assistente virtual da Amazon), o usuário poderá receber atualizações sobre aniversários, eventos, enviar vídeos e outras funcionalidades. O Portal também irá oferecer um sistema de controle residencial inteligente, apontando para uma convergência de dispositivos que tende a se tornar cada vez mais comum no mundo em que vivemos.

A tecnologia apresentada pelo Facebook é tão inovadora que a smart camera do Portal é capaz de se ajustar às ações do usuário, acompanhando seus movimentos – enquanto ele prepara uma refeição na cozinha ou brinca com os filhos, por exemplo. O mesmo ocorre com a captação de som, que é adequada para diminuir ruídos ao fundo. Além disso, tanto a câmera quanto o microfone podem ser desconectados com um único toque.

 

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, apresentou as novidades da empresa no F8

 

Privacidade e segurança

Um dos pontos mais reforçados pelo discurso de Mark Zuckerberg no F8 diz respeito à privacidade. Em uma realidade na qual as pessoas estão constantemente conectadas e compartilham boa parte de suas vidas online, a segurança de informações privadas é crucial.

Ao que tudo indica, o Facebook se encaminha para um futuro no qual as redes sociais devem se tornar menos públicas e mais íntimas, como a sala de nossas casas. Nesse ambiente acolhedor e seguro, Zuckerberg acredita que possamos “ser mais como nós mesmos”.

Com a evolução da tecnologia digital nas últimas décadas, estruturas automatizadas já vêm sendo utilizadas há algum tempo para ampliar a proteção e o conforto em projetos arquitetônicos, tanto residenciais quanto comerciais. A tendência é de que a segurança se torne cada vez mais eficiente e personalizada para as necessidades do usuário. Isso inclui monitoramento de crianças pequenas e de pessoas idosas ou que necessitam de cuidados especiais, por exemplo.

Nas casas de um futuro não muito distante, será possível contar com travas biométricas que reconhecem o proprietário e portões automáticos que se abrem apenas para determinadas pessoas, além de câmeras que permitem visualizar perfeitamente quem está à sua porta, com redes digitais de vigilância remota, alarme e controle de acessos. Para utilizar esses sistemas, não será necessário mais do que o toque de um botão ou um comando de voz.

 

Nas casas do futuro, todos os sistemas serão automatizados e interconectados

 

Casas inteligentes

O conceito de smart houses já é uma realidade em diversos países e tende a se popularizar cada vez mais, com os avanços da tecnologia digital. A palavra-chave, hoje, é a otimização de processos. Com um simples comando de voz já é possível controlar a intensidade da iluminação de uma casa, a temperatura e o som ambientes, o fechamento de portas, janelas ou cortinas.

Contudo, a ideia é chegar ainda mais longe, inclusive com softwares capazes de interpretar os pensamentos do usuário. Pesquisadores de universidades e start-ups norte-americanas têm feito experiências bem-sucedidas utilizando atividades cerebrais para dar comandos ou instruções. Controlando esses sinais, será possível ligar e desligar luzes e sons baseando-se apenas nas preferências mentais do usuário em determinado momento. Ou seja, as interfaces poderão fazer exatamente o que quisermos que elas façam.

 

A tecnologia tende a avançar ao ponto de podermos controlar os dispositivos eletrônicos com o pensamento

 

A automação residencial das casas inteligentes também permitirá conectar todos os aparelhos à internet, interligando os dispositivos e compartilhando informações. Isso inclui utensílios domésticos, relógios, câmeras, caixas de som, aquecedores e sistemas de refrigeração, luzes, televisões e o que mais o usuário desejar. A ideia é poder controlar, com o mínimo esforço, a maior quantidade possível de objetos e sistemas da casa, aliando praticidade e conforto.

Outra preocupação das casas do futuro diz respeito à sustentabilidade. Modernos processos de reaproveitamento de água e economia de energia são fundamentais para um modo de vida eco friendly. Além disso, dispositivos inteligentes conectados aos eletrodomésticos poderão eliminar bactérias e verificar os produtos que faltam na geladeira ou aqueles que estão próximos à data de validade, otimizando a utilização de recursos.

Basicamente, a ideia das smart houses, com sistemas de automação interconectados, é oferecer controle de maneira simples sobre a iluminação, temperatura, opções de entretenimento e utilidades domésticas, além de ampliar a segurança. Para algumas pessoas isso pode parecer coisa de ficção, mas a tecnologia tem transformado em realidade tudo o que o ser humano é capaz de imaginar. O que o F8 acaba de provar é que essas possibilidades ilimitadas estão mais próximas do que nunca.

 

Com a automação residencial, nossas casas em breve parecerão verdadeiros filmes de ficção científica

 

 

ARTIGOS
RELACIONADOS

Aproveitando a chegada do Dia das Crianças, selecionamos alguns exemplos de brinquedotecas incríveis e com design inovador   Uma das maiores preocupações de famílias com filhos, ao buscar um imóvel para compra ou locação, é saber se há opções de lazer para as crianças. Afinal, elas precisam de espaço e…

Conheça um conceito arquitetônico que prioriza os sentidos e vai além dos aspectos estéticos, para estimular também a audição, o tato e o olfato   A prática arquitetônica tem como sentido fundamental a visão. Afinal, um projeto precisa, primeiramente, agradar aos olhos. No entanto, tem se tornado mais difundida uma…

Casas projetadas pelo arquiteto continuam extremamente atuais e chamam a atenção pela integração dos ambientes com a natureza   “Se a reta é o caminho mais curto entre dois pontos, a curva é o que faz o concreto buscar o infinito.” – Oscar Niemeyer O Brasil tem inúmeros arquitetos extremamente…

Confira nossas 5 dicas para aproveitar melhor o espaço da varanda, ampliando a área social do seu imóvel   Nos tempos em que vivemos, contar com uma área externa é um verdadeiro luxo. É difícil encontrar alguém que, durante o isolamento social, não tenha desejado trazer um pouco mais de…

Entenda a importância de investir em um bom isolamento acústico, principalmente em grandes centros urbanos   Um dos tipos de poluição que mais impacta negativamente as pessoas, em ambientes urbanos, é a poluição sonora. Por isso, o isolamento acústico tem sido considerado um item praticamente indispensável em projetos arquitetônicos contemporâneos,…

Populares em filmes hollywoodianos, as casas na árvore são boas opções para quem busca proximidade com a natureza   Sonhos de infância de muitas pessoas, as casas na árvore — para hospedagem ou visitação — têm se tornado cada vez mais diversificadas, sempre oferecendo vistas privilegiadas e um contato direto…

Como os espaços podem influenciar a sensação de pertencimento   A NeuroArquitetura e o NeuroUrbanismo são conceitos que dependem da aplicação da neurociência para a compreensão dos impactos da arquitetura tanto no cérebro como nos comportamentos humanos. É a partir de seu caráter interdisciplinar, por exemplo, que a NeuroArquitetura institui…

Um estilo típico do litoral, essa arquitetura se destaca pelos materiais orgânicos e integração com a natureza   O termo “caiçara” tem sua origem no tupi caá-içara, que denominava as estacas colocadas em torno das aldeias indígenas. Ele normalmente é utilizado para se referir aos habitantes tradicionais do litoral Sudeste…