Arquitetura e Decoração

Sauna em casa: conforto e relaxamento

Conheça as vantagens de ter uma sauna em casa e os principais cuidados necessários para manter esse espaço

 

Em condomínios com lazer, clubes e spas, a sauna é praticamente um item indispensável. Muito se fala sobre as propriedades relaxantes de permanecer em um ambiente com vapores em alta temperatura, mas estar em uma sauna também pode ser excelente para a saúde – dilatando os poros, estimulando a circulação e limpando as vias respiratórias.

Em países como a Finlândia, mais da metade da população tem uma sauna em casa. Atualmente, são 2,2 milhões de saunas para 5,2 milhões de habitantes finlandeses. Não por coincidência, acredita-se que as primeiras formas de sauna tenham sida criadas justamente pelos povos nômades que ocupavam as terras dessa região nórdica, há cerca de 9 mil anos.

Naquela época, a chamada “sauna de fumaça” (que se assemelha ao que hoje conhecemos como sauna seca) era uma construção escavada ao pé de um morro, formando uma espécie de caverna. Esses eram considerados lugares sagrados, para purificação do corpo e do espírito. O banho de vapor ou sauna úmida surgiu muito tempo depois da invenção nórdica, na Grécia antiga, sendo muito popular também na Roma antiga. A técnica foi melhor desenvolvida posteriormente pelos turcos, que aqueciam caldeirões de bronze cheios de água em salões de mármore com teto côncavo (para os chamados “banhos turcos”).

 

 

 

Entre as vantagens de ter uma sauna em casa está o fato de que esse não é um ambiente caro para construir ou manter. Além disso, a sauna agrega muito valor ao imóvel e traz uma série de benefícios à saúde. Sessões de 10 a 15 minutos já são suficientes para estimular o fluxo de circulação de sangue no organismo, relaxando músculos e aliviando articulações, além de liberar endorfinas e eliminar toxinas.

Há diversos tipos de saunas que podem ser considerados, na hora de escolher o melhor sistema para sua casa. As opções vão desde saunas com queima de madeira até as aquecidas eletricamente, passando por saunas a vapor a outras com aquecimento infravermelho. A maior diferença entre elas tende a ser a origem do calor. Tradicionalmente, costumava-se usar uma espécie de forno para queimar lenha, mas, hoje em dia, aquecedores elétricos simulam essa fonte.

 

 

A vantagem das saunas secas é não precisar investir em hidráulica. Elas podem ser instaladas em praticamente qualquer lugar, desde o canto de um banheiro até um quarto vago, um espaço na garagem ou na área externa da casa. Mas é importante que o sistema elétrico esteja em dia e que comporte a produção de calor necessária.

Entre os cuidados e recomendações, basta seguir essas dicas simples:

 

  1. Escolha bem o local da sauna

Além de um bom sistema elétrico, é preciso ter um espaço com pelo menos 1,2 m por 1,2 m de lado e um pé-direito com no mínimo 2 m de altura. Para fazer o cálculo do tamanho da sauna, vale considerar uma área para sentar de, pelo menos, 60 cm por pessoa. Também é importante que exista um banheiro ou chuveiro próximo à sauna, para que as pessoas possam se lavar ao sair. E, caso a vista do local seja bonita, vale a pena investir em uma porta, janela ou parede de vidro.

 

 

  1. Selecione os materiais e acabamentos

A madeira escolhida para os acabamentos da sauna deve ser resistente ao calor, oferecer conforto térmico e ter aroma agradável (cedro é sempre uma boa opção). O chão também merece atenção especial: concreto, madeira e porcelanato são algumas possibilidades. É importante ainda isolar termicamente o ambiente, em especial o teto.

 

  1. Escolha a melhor fonte de calor

A fonte de calor da sua sauna é uma das decisões mais importantes. Aquecedores elétricos são mais baratos e requerem menos manutenção. Já aquecedores a gás ou lenha dão um pouco mais de trabalho e, muitas vezes, não podem ser instalados dentro de casa. No segundo caso, jogar água sobre as pedras do aquecedor pode ajudar a produzir vapor. Outra possibilidade é o aquecimento infravermelho, que usa radiação para produzir temperaturas muito baixas, com grande rapidez.

 

  1. Tome algumas precauções durante o uso

Não é recomendado ficar muito tempo dentro da sauna, já que ela pode causar desidratação e pressão baixa. Não esqueça de beber muita água e evitar bebidas alcóolicas ou drogas. O espaço também não é recomendado para mulheres grávidas e crianças abaixo de 5 anos.

 

 

Spread the love