Arquitetura e Decoração

Casas de condomínio: segurança e privacidade

Os corretores Jeferson Batah e Bárbara Lopes falam sobre a procura por casas de condomínio na região do Jardim Guedala e Cidade Jardim

 

No mercado imobiliário pós-pandemia, a busca por casas de condomínio tem se intensificado, já que muitas pessoas estão optando por trocar os condomínios de apartamentos por esse tipo de imóvel, que oferece a possibilidade de uma área externa, com quintal, jardim ou rooftop, além de opções de lazer privativo.

Na região do Jardim Guedala e Cidade Jardim, já existem diversos condomínios de casas prontos (mercado de terceiros), mas também há uma grande quantidade de novos projetos em andamento, alguns já em processo de construção. “O lançamento tem algumas vantagens. O cliente consegue fazer um fluxo de pagamento e ter um preço mais baixo, ou também financiar depois da entrega do Habite-se. Ele consegue também personalizar a casa, dependendo da fase do lançamento”, explica Jeferson Batah, corretor da Esquema Imóveis.

“Há também quem prefira pegar uma casa pronta e reformar”, completa a corretora Bárbara Lopes. “O custo-benefício vai depender, mas o corretor pode ajudar o cliente a entender qual a melhor solução para ele e decidir o que é mais vantajoso, de acordo com a situação. No caso de um lançamento, o investidor gasta menos para construir, porque já tem um grupo de trabalho, parcerias e fornecedores. Ele já fez esse cálculo, por isso muitas vezes pode oferecer um bom preço para o comprador.”

 

Casa em condomínio no Cidade Jardim, com projeto arquitetônico de João Armentano

 

Esta casa de condomínio já pronta no Cidade Jardim reúne todos os itens mais procurados por compradores: segurança, privacidade e conforto

 

Sensação de segurança

De acordo com Jeferson e Bárbara, o principal motivo da busca por condomínios de casas na região do Jardim Guedala e Cidade Jardim é a segurança. Esse tipo de imóvel tem um acesso mais limitado do que uma casa de rua, por exemplo. Normalmente, os condomínios possuem monitoramento, portaria e sistemas de segurança automatizados. Além disso, contam com poucas unidades, ou seja, uma quantidade pequena de moradores. Isso atrai as pessoas que buscam o conforto de uma casa, com jardim e lazer, mas também com a privacidade de um condomínio.

“Nos condomínios, o metro quadrado tende a ser mais caro do que nas casas de rua, por conta desses diferenciais”, diz Jeferson. “As incorporadoras enxergaram esse potencial do mercado, na região do Jardim Guedala e Cidade Jardim. Primeiro pelo custo-benefício: um terreno lá custa um terço do valor de incorporar nos Jardins (por exemplo, no Jardim Paulistano, próximo ao Shopping Iguatemi, o metro do terreno custa de R$ 16 a 18 mil. Já na região passando a ponte, que abrange o Jardim Guedala, Cidade Jardim e Jardim Leonor, ainda é possível encontrar terrenos com valores entre R$ 5 e 5,5 mil. Para as incorporadoras, vale muito a pena investir nesses bairros.”

Jeferson ressalta que a localização ainda é muito importante, para os condomínios de casas. Segundo o corretor, as áreas mais cobiçadas estão na região próxima ao Clube Paineiras, onde há bons acessos para a Avenida Juscelino Kubitscheck. “Essa é uma preocupação que as incorporadoras têm. Elas fazem todo um estudo da localização, porque a compra de um terreno para incorporar é um investimento muito alto, para depois não ter demanda de clientes e não conseguir vender”, observa. “Embora os melhores terrenos já tenham sido adquiridos, no Cidade Jardim e Jardim Guedala, ainda existem áreas com grande potencial para incorporação.”

 

Spread the love