< Voltar

Quiet Luxury: conceito que veio para ficar

Movimento que perpassa o mercado imobiliário, a moda e o mundo do design

 

O quiet luxury se configura como uma espécie de reflexo da crise mundial, da inflação e de pós pandemia. O termo ganha destaque a partir do comportamento das pessoas em buscar investir em peças úteis e com durabilidade, sem deixar aparente o quanto foi gasto naqueles itens.

Ostentar vem sendo um comportamento cada vez mais evitado. Com a tradução de luxo silencioso, o termo descreve o consumo com um viés mais discreto, evitando a aderência de itens de grifes ou com marcas estampadas. No entanto, isso não tem relação alguma com o que de fato foi investido naquela peça, mas, sim, com o “exibir” o quanto foi gasto.

De acordo com Valéria Brandini, antropóloga especialista em consumo de luxo no Brasil, “existem marcadores sociais de consumo. Eles são materiais e imateriais. Os materiais o dinheiro até pode comprar, mas esses imateriais apenas quem já faz parte daqueles grupos consegue compreender”.

Quiet luxury e Recession Core

Ambas tendências compartilham a mesma origem: a recessão econômica mundial. Sofia Martellini, especialista em tendências de moda da WGSN, diz que tanto o quiet luxury como o recession core saem do mesmo contexto socioeconômico de crise, desdobrando-se de formas esteticamente similares, mas conversam com diferentes públicos, sendo o do primeiro o consumidor de mercado de luxo.

Afastando-se das tendências passadas à logomania, o quiet luxury preza pela alta qualidade, pela sofisticação, pelo intimismo e pela durabilidade.

Quiet luxury: impacto nos imóveis

Quanto à arquitetura e o design dos ambientes, acredita-se que o termo seja traduzido em uma estética mais clean e sóbria e com grande valor de design. Ainda que uma pessoa opte por morar em uma casa muito grande, a principal busca na hora de se pensar na decoração é garantir o conforto, o que a conduzirá a um estilo mais pendente para o minimalismo e para o clássico, com uma paleta de cores mais neutra e serena, por exemplo. Estes aspectos conferem elegância e sofisticação ao empreendimento sem deixar a discrição de lado.

Cobertura no Itaim Bibi
Cobertura no Itaim Bibi

Segundo Ken Fulk, renomado decorador de interiores, o quiet luxury é sobre contenção. Para ele, “não é sobre um estilo ou um look – que pode ser intercalado e ousado como sempre – mas com um foco na qualidade e em fazer valer cada momento. Desde os rituais diários ao mais pequeno detalhe da arquitetura do espaço, é sobre investir no prazer e na beleza do dia-a-dia”.

Apartamento no Jardim América
Apartamento recém reformado no Jardim América

A Vogue, uma das mais importantes publicações do setor da moda, prevê que o quiet luxury é uma tendência que se instalará sem percebermos.

Quer conhecer mais sobre o assunto? Confira a nossa matéria “Tendências de Cores e Design para 2023”!

Tendências de Cores e Design para 2023 – Blog | Esquema Imóveis (esquemaimoveis.com.br)

ARTIGOS
RELACIONADOS

Em meio ao terror da Segunda Guerra Mundial, a jovem Anne Frank colocou no papel seus medos e esperanças. O que podemos aprender com isso?   O ano era 1942. Na Holanda ocupada pelos nazistas, a jovem judia Annelies Marie Frank (Anne Frank) começou a documentar seu dia a dia…

Cada vez mais, as mulheres conquistam espaço no competitivo e lucrativo mercado da corretagem de imóveis   Ao longo das últimas décadas, as mulheres têm ocupado o mercado de trabalho e obtido cada vez mais independência financeira. Houve uma evolução significativa no que diz respeito à atuação e participação feminina…

Home office e modelos híbridos de trabalho têm sido adotados para lidar com as demandas da atualidade   A chegada do Dia do Trabalhador traz questionamentos sobre a maneira como o trabalho tem mudado, ao longo das últimas décadas. Especialmente no ano passado, devido às medidas de isolamento social, novos…

Entenda como a neurociência pode influenciar projetos arquitetônicos, explorando nossa atração por texturas, curvas e simetria nos espaços   Projetos que levam em consideração a influência exercida pelos ambientes sobre as emoções e os comportamentos humanos, para impactar de forma profunda a experiência dos usuários em determinados ambientes, já são…

O professor e filósofo Emílio Terron fala sobre como podemos encarar os encontros como oportunidades de transformação   Nos dias de hoje, parar um pouco e pensar sobre a vida pode ser algo que poucas pessoas conseguem fazer. No entanto, é a partir das reflexões e dos questionamentos levantados pela…

Conheça a tendência de locais adaptados para animais de estimação em condomínios de casas ou de apartamentos   Os animais de estimação têm conquistado um espaço cada vez maior nas famílias brasileiras. De acordo com uma pesquisa da Forbes, o Brasil é um dos países que mais gasta com produtos…

A história do golfe no Brasil começou no final do século XIX, quando engenheiros ingleses e escoceses construíam a Estrada de Ferro Santos-Jundiaí. Os profissionais convenceram os monges a ceder parte do terreno do Mosteiro de São Bento e realizaram a construção do primeiro campo de golfe do país: o…

Falamos com a cientista comportamental Flávia Lippi sobre os desafios da quarentena, as consequências do isolamento social e a importância do autocuidado   Entre as transformações no mundo todo, provocadas pela pandemia do Covid-19, as mudanças no comportamento humano talvez tenham sido as mais evidentes. Hábitos de higiene precisaram ser…