Comportamento

Purificando as energias

A empresária Juliana Calderon explica como os aromas, ervas e incensos impactam a energia dos ambientes

 

A sensação de bem-estar, quando entramos em um local, tem muito a ver com os aromas que permeiam aquele ambiente. Em nossa casa, a tendência é buscarmos criar sensações de paz, tranquilidade, inspiração, motivação e positividade. Nesse sentido, ervas e incensos são uma excelente forma de trazer essas energias para o ambiente onde moramos.

“Quando inspiramos, levamos para dentro do corpo o ar e também os aromas, capazes de revitalizar o espírito e purificar as energias”, explica a empresária Juliana Calderon. “Por isso, é muito importante a escolha das ervas e dos incensos, conhecendo suas funções e benefícios, pois eles influenciarão o ambiente e as pessoas que o frequentam.”

 

 

De acordo com Juliana, a energia das ervas naturais, escolhidas para um propósito específico, é mais forte do que a de um incenso já comprado pronto, embora ambos sejam capazes de limpar, energizar e perfumar um ambiente.

Outra vantagem das ervas naturais é que elas podem ser utilizadas como buquês, para decorar os espaços, além de aromatizá-los. Um exemplo, segundo a especialista, é o vaso de 7 ervas, uma mistura que potencializa os efeitos e as vibrações das plantas – perfeito para ser colocado na entrada de casa ou na recepção de um escritório.

O vaso de 7 ervas é composto por:

  1. Arruda: poderosa ferramenta contra olho-gordo e inveja. “Quando colocada em um ambiente, ela cria um escudo de proteção e chama as vibrações da felicidade e da prosperidade”, observa Juliana.
  2. Comigo-ninguém-pode: espanta as energias ruins, além de ser muito bonita para complementar a decoração.
  3. Alecrim: planta ideal para locais relacionados ao trabalho ou estudo, pois atua como estimulante natural das atividades mentais. “Suas energias, assim como a arruda, também são excelentes contra a inveja”, completa a especialista.
  4. Manjericão: além de ser um tempero bastante aromático e saboroso, ajuda a acalmar e proporciona leveza.
  5. Espada de São Jorge: estimula a determinação, força e prosperidade. “Suas folhas pontudas cortam o mal pela raiz e afastam toda a negatividade, que impede o progresso da vida pessoal e financeira”, ressalta Juliana. “Plantada sozinha, na área externa, protege a casa e seus moradores contra qualquer intenção negativa.”
  6. Pimenta: perfeita para limpar as energias mais pesadas dos locais, também ajuda a potencializar os poderes de outras ervas. “Usada com outras combinações, é ótima para assuntos amorosos.”
  7. Guiné: um amuleto de sorte e alegria, protege os locais por meio do bloqueio das energias negativas. Além disso, estimula uma sensação de bem-estar nos ambientes. Com alfazema, benjoim, arruda ou alecrim, é a melhor combinação para limpar as energias densas.

 

 

Aromatizar x purificar

Conforme salienta Juliana, a simples aromatização é diferente de utilizar uma mistura de ervas com o objetivo de purificar energicamente um local. “Se a intenção é somente perfumar um ambiente, para proporcionar sensações agradáveis, sem um propósito mais forte (como a limpeza energética), podemos usar essências e óleos essenciais, posicionados estrategicamente nos cantos, em difusores ou borrifadores.

 

 

As sugestões de Juliana, para os diversos ambientes da casa, são:

  • Sala: por ser o ambiente que recebe amigos e familiares, o local pede aromas aconchegantes, que tragam sensações de bem-estar, alegria, energia e harmonia. Vale apostar em alecrim, cravo e canela, verbena e capim limão, capim santo e hortelã.
  • Banheiro: o ideal é utilizar aromas que sejam frescos e que ressaltem a limpeza. Além dos tradicionais florais, como lavanda e flor de cerejeira, você pode optar por citronela, limão e capim-limão ou pinho. Na hora do banho, o eucalipto é muito agradável. Por ser considerado um lugar “sujo”, merece mais atenção, e sua energia não deve circular pelos outros ambientes da casa.
  • Cozinha: aposte em essências que harmonizem com os alimentos e aromas cítricos como limão, laranja, tangerina, assim como cravo, gengibre, manjericão e erva-doce.
  • Quarto: aromas que tragam tranquilidade e calma, para induzir ao sono e relaxamento, como lavanda, baunilha, sândalo, cedro, ylang-ylang, rosa e jasmim. Borrifar as essências no travesseiro é uma ótima sugestão.
  • Escritório/empresa: os aromas recomendados para locais voltados à discussão de ideias, planejamento e produtividade, são: canela, alecrim, jasmim, plantas cítricas e menta.
  • Áreas externas: embora esse ambiente já possua seu aroma natural, é possível optar por ervas com funções repelentes, como citronela, e florais como lavanda, rosa ou jasmim.

Com relação aos cuidados na utilização de ervas e incensos, Juliana observa que alguns elementos devem ser mantidos longe do alcance de crianças e de animais de estimação, por serem tóxicos quando ingeridos. Ela também destaca que, antes de cuidar da casa, é preciso tomar conta de suas próprias energias. “Não adianta deixar os ambientes energeticamente lindos, se você não estiver na mesma sintonia. Vale tomar banho de ervas, meditar, ouvir música, usar cores alegres, ter pensamentos positivos… Tirar os sapatos ao entrar em casa é outra boa dica, para não levar energias e sujeiras da rua para dentro. Eliminar objetos quebrados, lixo e flores murchas também é essencial”, conclui.

 

 

Spread the love