< Voltar

Copa do Mundo e desenvolvimento imobiliário

Descubra os impactos da Copa do Mundo da FIFA no desenvolvimento imobiliário dos países que sediam esse evento

 

Mega eventos esportivos, como a Copa do Mundo da FIFA™, tendem a ser excelentes oportunidades de negócios, atraindo turistas e gerando lucros para os mais diversos setores. Um dos segmentos que, em geral, acaba se beneficiando com isso é o do desenvolvimento imobiliário.

Há diversos fatores que podem influenciar a compra, venda e locação de imóveis. No Brasil, aspectos que vão desde as expectativas econômicas até o panorama político impactam a oferta e demanda imobiliária.

Apesar dessas flutuações, que acompanham o contexto econômico e sócio-político, estudos sobre os países que foram destinos das últimas Copas do Mundo indicam que os resultados desse grande evento tendem a ser muito interessantes, incluindo a injeção de capital estrangeiro, o aumento da segurança e a consequente valorização dos imóveis nessas regiões.

 

Rio de Janeiro, uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 no Brasil

 

Uma das questões mais relevantes, quando se pensa em eventos do porte de uma Copa do Mundo, é o legado que eles deixam para os países onde são realizados. A resolução de problemas de mobilidade urbana e a construção de uma estrutura adequada, para abrigar os jogos, são benefícios concretos desse tipo de evento.

De acordo com uma análise conduzida pelo Ministério do Esporte, a Copa do Mundo no Brasil envolveu 12 projetos de expansão das redes de fibra ótica metropolitanas e 400 intervenções de infraestrutura urbana, gerando cerca de 240 mil oportunidades de trabalho, além de um aumento da rede hoteleira e melhorias no transporte e na segurança pública.

Mas e quanto à valorização imobiliária? A Copa do Mundo da FIFA™ é capaz de afetar de forma significativa esse mercado, absorvendo positivamente as melhorias nas cidades-sede?

No caso do Rio de Janeiro, houve um crescimento de 84,3% da valorização imobiliária, após o evento. Some-se a isso o fato de que, não muito tempo depois da Copa do Mundo de 2014, foram sediadas na cidade também as Olimpíadas de 2016.

Já em São Paulo, verificou-se um aumento de 65,6% na valorização dos imóveis, processo que se intensificou logo após o anúncio de que o Brasil sediaria a Copa do Mundo. Embora esse não seja o único fator a influenciar o mercado imobiliário, é evidente que houve um considerável impacto.

 

Qatar: inovação e sustentabilidade

A Rússia, que sediou a Copa do Mundo da FIFA™ em 2018, não chegou a divulgar os resultados do evento para o país. Já o Qatar, que sedia a Copa este ano, já comemora as oportunidades abertas por essa que é considerada a maior competição de futebol do mundo.

Embora o evento esteja programado para se iniciar em algumas semanas, o país já se antecipa para receber um total de 1,5 milhões de visitantes, o que aumenta a demanda por acomodações – e, consequentemente, os investimentos nos setores hoteleiro e imobiliário.

Mais de 5 mil transações foram realizadas no último ano, no segmento de real estate do país, somando um total de 25 bilhões de Qatari Riyal, a moeda local (que equivale a quase 7 bilhões de dólares). Isso representa um aumento de 5% no volume de negócios, com relação a 2021.

 

Pearl Island em Doha, no Qatar, sede da Copa do Mundo de 2022

 

Estádio Ahmed bin Ali, em Al-Rayyan, no Qatar

 

Um dos aspectos que tem impulsionado o interesse pela Copa do Mundo no Qatar é o comprometimento do país, já nos preparativos para o evento, com a inovação e a sustentabilidade.

Uma série de iniciativas foram tomadas, por parte do governo, para posicionar o Qatar como um local seguro e acolhedor para o turismo e os negócios, com incentivos para criar novos empregos e atrair investidores internacionais.

Além disso, o PIB do país, que vinha tendo um aumento de 4,5% ao longo da última década, cresceu em 2% apenas este ano. Considerando a relação entre a atividade econômica e o desenvolvimento imobiliário, a expectativa é de que esse mercado continue em plena expansão, mesmo após a realização da Copa do Mundo.

 

ARTIGOS
RELACIONADOS

Especialistas da CrediPronto explicam as vantagens de financiar imóveis, principalmente no alto padrão, e falam sobre as expectativas do mercado   Em bate-papo recente na Esquema Imóveis, os especialistas da CrediPronto (joint venture do Itaú) Eduardo Finoti, Érika Campos e Eduardo de Bem traçaram um panorama das perspectivas do mercado…

Nossa gerente de locações Glória Mota fala sobre a readequação dos espaços das empresas e as novas configurações do mercado   Não há dúvidas de que o segmento de locações comerciais foi um dos mais impactados pela pandemia e pelo isolamento social, inclusive no alto padrão. No entanto, o mercado…

Os números relacionados ao consumo de itens de alto padrão mostram que esse mercado está crescendo e seus consumidores mudando, agora em busca de experiências   A palavra “luxo” vem do latim lux, que significa “luz”, fazendo referência ao brilho. Com o passar do tempo, foi associada a luxus, sinônimo…

Aline Araújo, gerente de parcerias da Paes & Gregori, fala sobre as regiões de São Paulo mais buscadas para novos empreendimentos   Entre os aspectos considerados na hora de escolher um imóvel na cidade de São Paulo, seja para investir ou para morar, a localização certamente é o que faz…

Nativos digitais têm forte atuação nas ofertas de imóveis   A Geração Z, como se sabe, é composta por jovens adultos e adolescentes com forte atuação na construção do País. Dentre suas influências diversas, destaca-se a forma como esse grupo se relaciona com o mercado imobiliário e, consequentemente, mobiliza incorporadoras,…

Vinicius Nageishi, da área de desenvolvimento imobiliário da Esquema Imóveis, fala sobre as vantagens e perfis de imóveis em cada zoneamento   A escolha de um imóvel para morar ou investir, seja ele pronto ou em fase de lançamento, precisa levar em consideração um aspecto muitas vezes deixado de lado:…

A transformação da Cidade Jardim e do Jardim Guedala Novos e sofisticados empreendimentos em bairros no Sudoeste paulistano atraem compradores em busca de qualidade de vida e áreas verdes por metade do preço do vizinho famoso, o Itaim Confira a matéria completa.  

O gerente de lançamentos da Esquema Imóveis, David Farah, fala sobre a verticalização da capital paulista e a valorização de terrenos   O que determina o valor de uma região? Segundo David Farah, gerente de lançamentos da Esquema Imóveis, isso é resultado do tipo de projeto que pode ser construído…