< Voltar

Arquitetura com inspiração colonial

Conheça as características e origens desse estilo arquitetônico que ainda hoje é encontrado em imóveis charmosos, com ares de interior

 

A época dos impérios coloniais nas Américas, que se iniciou com as navegações de Portugal e Espanha e teve seu auge com a descoberta e a colonização de países como o Brasil, ocorreu aproximadamente entre os séculos XVI e XIX.

Nesse período, o estilo arquitetônico em voga no nosso país era marcadamente influenciado pela arquitetura portuguesa, com adaptações ao clima tropical.

Até os dias de hoje, é possível encontrar exemplares dessa arquitetura colonial brasileira (ou mesmo construções mais recentes, inspiradas por esse estilo). Igrejas e mosteiros de cidades antigas, instituições culturais, casas de campo, pousadas e restaurantes mantêm características que remetem a esse período.

As correntes estilísticas importadas da Europa, a partir do século XVI, não adaptaram apenas a funcionalidade dos ambientes, como também as técnicas e materiais construtivos, já que muitos dos recursos disponíveis em Portugal não eram encontrados no Brasil.

 

Casa com inspiração colonial, no Alto de Pinheiros

 

De acordo com estudiosos, os tipos de casas mais comuns ao período colonial brasileiro eram as térreas e os sobrados, com padronização de plantas. Geralmente a cobertura era o chamado telhado em duas águas, com telhas cerâmicas.

Os centros históricos de cidades como Salvador, Ouro Preto, Olinda, Diamantina e São Luís do Maranhão são alguns exemplos de locais com grande concentração, até os dias de hoje, de construções nesse estilo.

Por conta da falta de registros, os responsáveis pelos projetos arquitetônicos daquela época acabavam ficando, em sua maior parte, no anonimado. Muitos deles eram religiosos, engenheiros-militares, mestres de obras, pedreiros ou carpinteiros.

 

Casa com inspiração colonial no bairro Cidade Jardim

 

As técnicas utilizadas eram taipa-de-pilão e pau-a-pique, com materiais facilmente encontrados em nosso país, como barro e madeira, embora estruturas mais sofisticadas também fossem construídas em alvenaria de pedra ou tijolos de adobe, com madeiramento para pisos e tetos.

Nas cidades, as casas tinham planta estreita, com maior iluminação natural nos ambientes voltados para a rua e nos fundos, onde geralmente ficavam os quartos, com um corredor central ou lateral para circulação.

Já as áreas mais afastadas dos centros urbanos permitiam maior liberdade em relação à área construída, com ambientes mais amplos e a possibilidade de implantação de grandes janelas e portas abertas para varandas, que proporcionavam grande luminosidade.

 

Casa de campo em estilo colonial no condomínio Quinta da Baroneza

 

Nas construções com inspiração colonial, é possível encontrar traços arquitetônicos renascentistas, maneiristas, barrocos, rococós e neoclássicos. Já entre as características e elementos mais marcantes desse estilo, destacam-se:

  • Telhados com beirais esculpidos;
  • Varandas e alpendres, sacadas e balcões com gradis de ferro;
  • Esquadrias de madeira nas portas e janelas (em formato retangular ou em arco);
  • Pisos de ladrilhos, madeira, pedra ou mármore;
  • Decoração com azulejos portugueses;
  • Fachada simples, com ornamentos discretos.

 

Casa à venda, em estilo colonial, no Alto de Pinheiros

 

ARTIGOS
RELACIONADOS

Livia Pedreira, presidente do conselho curador da CASACOR São Paulo, fala sobre a mostra no Conjunto Nacional, que traz o tema ‘Infinito Particular’   Comemorando seus 35 anos de existência, a CASACOR 2022 já está com seus ambientes abertos no Conjunto Nacional, em São Paulo. Este ano, o evento, que…

Em busca de uma vida mais saudável? Confira nossas dicas para montar sua própria academia e se exercitar em casa   Criar uma academia de ginástica dentro de sua própria casa pode ser uma forma de melhorar a saúde de toda a família. Além da conveniência e da praticidade de…

Celebrando o Dia dos Pais, saiba como criar uma área especial na sua casa, dedicada ao lazer dessa pessoa tão importante na família   Com a chegada do Dia dos Pais, é comum uma busca pelo presente perfeito para esse homem tão importante na vida de tantas pessoas. Mas e…

Aprenda a explorar tons mais escuros nos acabamentos e na decoração, para criar ambientes bonitos e sofisticados   Considerado um verdadeiro coringa no design de interiores contemporâneo, o “pretinho básico” tem sido muito bem aproveitado em projetos que se destacam pela ousadia e sofisticação. A vantagem é que os tons…

A evolução do mercado imobiliário oferece uma nova perspectiva para a apresentação das propriedades de alto padrão em São Paulo. Com a evolução da era digital, os clientes desenvolveram novos hábitos ao buscar imóveis e, para atender este público, a Esquema Imóveis investe em uma equipe focada em captação de…

Como os espaços podem influenciar a sensação de pertencimento   A NeuroArquitetura e o NeuroUrbanismo são conceitos que dependem da aplicação da neurociência para a compreensão dos impactos da arquitetura tanto no cérebro como nos comportamentos humanos. É a partir de seu caráter interdisciplinar, por exemplo, que a NeuroArquitetura institui…

Minimalismo, integração, funcionalidade e conforto são algumas das características de projetos arquitetônicos inspirados nessa região europeia   São poucos os povos que incorporam em seus projetos arquitetônicos, de forma tão natural, características como minimalismo, modernismo e funcionalidade, quanto os escandinavos. Acostumados, durante séculos, a lidar com os mais diversos conflitos,…

Como elemento funcional ou decorativo, o tijolinho é uma tendência que está sempre em alta na arquitetura   O tijolo é um material que não parece sair de voga nunca. Na arquitetura contemporânea, tem lugar cativo em projetos que buscam personalidade, com um aconchego rústico, mas ao mesmo tempo sofisticado….