Arquitetura e Decoração

Dicas para quartos infantis

Celebrando o mês das mães, trazemos uma seleção especial de quartos divertidos e inspiradores para as crianças

 

Criar um espaço para seu filho brincar e descansar pode ser uma experiência muito mais divertida do que parece. O desafio está em planejar o quarto infantil para que ele seja ao mesmo tempo bonito e funcional, e para que a criança se sinta confortável dentro dele, no decorrer de seu crescimento.

A primeira coisa, na hora de escolher a decoração para o quarto dos pequenos, é identificar o que seu filho ou filha quer, ou seja, quais são as coisas de que eles mais gostam, mas também identificar suas necessidades mais urgentes. O equilíbrio entre beleza e praticidade é fundamental.

Por isso, selecionamos 5 dicas que podem ajudar a criar esse ambiente na sua casa ou apartamento, ou mesmo servir de inspiração para decorar o quarto de seu filho.

 

 

  1. Simplicidade é tudo

Quando se trata de quartos infantis, geralmente vale a regra do “menos é mais”. Se você mantiver uma decoração simples e colocar poucos móveis, proporcionará mais espaço para a criança brincar e ainda terá a possibilidade de ir atualizando o quarto, conforme ela crescer.

 

 

  1. Foco na brincadeira

Algo que não tem erro é focar naquilo que as crianças, em geral, mais amam: brincar. Claro que tudo depende do espaço disponível, mas não há limites para a imaginação, quando se trata de brincadeiras. Vale desde um balanço pendurado no teto até uma piscina de bolinhas, uma moldura divertida para a cama, uma parede que pode ser usada como quadro, ou até mesmo uma parede de escalada. O quarto também pode ser temático, trazendo personagens ou brinquedos de que a criança mais gosta.

 

 

  1. Aproveite o espaço

Utilizar da melhor forma possível o espaço, aproveitando ao máximo o quarto da criança, é outra dica que pode fazer a diferença. Bicamas ou beliches podem ajudar nesse sentido, assim como prateleiras e armários embutidos, que liberam a área útil do quarto para o pequeno brincar, dando a sensação de maior amplitude. O que não pode faltar são lugares para armazenar os brinquedos, jogos e livros, já que as crianças tendem a fazer bastante bagunça com seus pertences. Uma área dedicada aos estudos também é importante, com uma boa mesa e cadeira.

 

 

  1. Moderno e multicolorido

Foi-se o tempo em que os quartos infantis só poderiam ser azuis ou cor-de-rosa. Lembre-se de que essa pode até ser a cor favorita de seu filho hoje, mas talvez não seja daqui a alguns anos. Em geral, as crianças adoram misturar diversas cores, por isso pode ser interessante apostar em um design multicolorido, mais neutro e que seja funcional por um longo período de tempo.

 

 

  1. Incorpore padrões e texturas

Não há nada mais “instagramável” do que padrões e texturas. Por isso, o papel de parede pode ser uma ferramenta decorativa maravilhosa, acrescentando personalidade e dando um toque mais divertido, criativo e dinâmico ao ambiente. Mas, se quiser abusar das texturas, tente manter as cores dentro de uma paleta mais neutra.

 

 

 

Para que os pequenos se sintam confortáveis em seu espaço, é essencial que ele seja projetado como um ambiente agradável e acolhedor. Afinal, é no quarto que a criança passa boa parte de seu tempo, nos anos mais formativos de sua vida. Esse cômodo tão especial da casa deve ser pensado para proporcionar momentos ao mesmo tempo relaxantes e estimulantes, tanto para os filhos quando para os pais.

 

 

 

Spread the love