• Comportamento

    O poder de um diário

    Em meio ao terror da Segunda Guerra Mundial, a jovem Anne Frank colocou no papel seus medos e esperanças. O que podemos aprender com isso?   O ano era 1942. Na Holanda ocupada pelos nazistas, a jovem judia Annelies Marie Frank (Anne Frank) começou a documentar seu dia a dia em um diário, que ganhou de presente de aniversário. Mas o que imortalizou esse registro foi ele ter sido escrito por uma pessoa isolada em um esconderijo, dividindo com a folha em branco seus medos,…